Buscar
  • Lucianna Cabral

Dívidas: Renegociar ou Fazer uma Revisional?

Atualizado: Abr 5

Quando a situação aperta e as prestações se tornam vencidas, logo começamos a receber inúmeras ligações de cobrança. Até que surge uma oportunidade de renegociar a dívida. Mas será que vale a pena?

Ao renegociar sua dívida, a instituição calcula seu saldo devedor acrescido dos encargos moratórios (juros remuneratórios, juros de mora e multa) e faz um novo empréstimo com novo prazo e taxa de juros. Porém, ao fazer isso, está sendo cobrado juros em cima de uma dívida que já possui juros. A probabilidade de se tornar impagável e iniciar um ciclo vicioso de renegociações é alta.

Em uma ação revisional, pode ser revisto os pontos chaves de um contrato: a taxa de juros em relação à taxa média divulgada pelo Banco Central, readequação dos encargos moratórios (apenas juros de mora e multa ou apenas comissão de permanência), sistema de amortização da dívida, se há cláusula de permissibilidade de juros compostos. Quando esses pontos chaves são revistos, o montante da dívida pode ter uma redução significativa, tornando o contrato mais benéfico para ambas a partes. E você, volta a ter o controle da sua vida financeira, trazendo uma sensação de bem-estar e otimismo.


Se você está nessa situação ou conhece alguém, procure uma Perita Economista para analisar seu contrato. Nós do Tablóide Econômico estamos a sua disposição, com todo o critério necessário para seu sucesso e bem-estar.








27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo